De acordo com uma pesquisa realizada pela MindMiners, encomendada pelo PayPal, dois terços dos brasileiros (66%) querem abrir a própria empresa para ter mais liberdade e autonomia. O estudo foi realizado entre 31 de agosto e 11 de setembro de 2017 e contou com a participação de 300 homens e mulheres que sonham em empreender.

No entanto, muitas vezes o processo para a realização deste sonho pode assustar e se tornar um grande pesadelo na vida dos empreendedores. Por isso, preparamos um guia com o passo a passo para que você saiba como abrir uma empresa com segurança e tranquilidade.

Como abrir uma empresa: passo a passo para empreendedores

Se você já analisou o mercado, mesmo que informalmente, pesquisou, confirmou que seu projeto tem potencial, já definiu o capital inicial e sabe quais são os custos do negócio, agora é o momento de empreender, de fato, e tirar a sua ideia do papel. Uma das principais características de um empreendedor é a paciência, por isso, tenha calma, não desista e veja algumas dicas importantes que poderão ajudar neste processo. Boa leitura!

1) Contador

Para que a documentação do seu negócio esteja alinhada às leis praticadas no país em que a empresa será aberta, é fundamental contar com a consultoria de um bom contador. Este profissional também poderá orientá-lo sobre o sistema tributário mais adequado para o seu empreendimento, além de contribuir com a elaboração de um cronograma contendo os dias de pagamento de impostos, entre outras responsabilidades.

2) Contrato Social e registro

Com a ajuda de um advogado de confiança, elabore o contrato social da sua empresa, que deve conter informações como: objetivo do negócio, ramo, aspectos societários e formação de capital. Depois disso, basta apresentá-lo, juntamente com os documentos pessoais dos sócios, à Junta Comercial ou ao Cartório de Registro de Pessoas Jurídicas mais próximo. Além disso, não se esqueça de comprar um domínio na web para que, assim que possível, você possa inaugurar um site e trabalhar sua imagem na internet.

3) Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ)

O próximo passo é obter um CNPJ, o registro da sua empresa como contribuinte. Depois de entregar os documentos acima, você receberá Número de Identificação de Registro de Empresa (NIRE). Com ele, será possível obter o CNPJ pelo site da Receita Federal.

4) Planejamento financeiro

É muito importante que você saiba separar as finanças pessoais das finanças do novo negócio. O sucesso de uma empresa, seja ela qual for, depende de planejamento financeiro, por isso, estar com as contas em dia, monitorar todos os custos e pagar tudo em dia são práticas fundamentais para que você possa seguir sem sustos. Especialistas afirmam que perfis conservadores costumam ter mais sucesso neste momento. Além disso, recomenda-se que você tenha dinheiro no caixa para pelo menos três meses sem lucro.

5) Ambiente de trabalho

Depois de pensar em toda a burocracia, finalmente chega uma das partes mais prazerosas de todo esse processo: escolher o ambiente de trabalho. São muitas as opções e a escolha vai depender de alguns fatores, como: tipo do negócio, planejamento financeiro, imagem que se deseja passar para o mercado, entre outros. Conheça, agora, as vantagens e as desvantagens de algumas possibilidades e veja qual se adéqua melhor ao seu empreendimento.

– Home office: vantagens e desvantagens

VANTAGENS: É a solução mais simples e barata. Se você não precisa estar em contato com a equipe, fornecedores ou parceiros o tempo todo, esta pode ser uma boa opção para quem precisa economizar. Além de proporcionar total privacidade e flexibilidade em relação aos horários, estar no conforto do seu próprio lar pode até contribuir para o aumento da produtividade. Sem contar o fato de não precisar se deslocar, nem pegar trânsito todos os dias.

DESVANTAGENS: No entanto, para trabalhar em casa é preciso ter muita disciplina e organização. Impor limites para os momentos de descanso e também estipular os horários de início e fim de expediente são pontos cruciais. Outra desvantagem tem relação com a manutenção dos equipamentos, como computador e impressora, e também da conexão com a internet. Você estará sozinho para resolver qualquer questão e o fato de não ter suporte pode comprometer seu rendimento.

– Coworking: vantagens e desvantagens

VANTAGENS: Os ambientes de coworking são muito procurados por profissionais freelancer e empreendedores que estão começando, isso porque, os custos são diluídos entre a comunidade. Além de proporcionar um ambiente confortável, propício para a troca de informações e insights com outras empresas, por conta das áreas comuns, também garante tranquilidade em relação à manutenção e limpeza. Outra vantagem é poder receber clientes e parceiros em um ambiente moderno e de alto padrão, garantindo, assim, profissionalismo e credibilidade ao seu negócio.

DESVANTAGENS: Para quem normalmente precisa de silêncio absoluto para trabalhar e total privacidade talvez essa não seja a melhor opção. Além disso, é preciso pesquisar e ter a certeza de que o coworking contratado oferece segurança e atende às expectativas do empreendedor. Por isso, analise a reputação do espaço no mercado.

– Escritório próprio: vantagens e desvantagens

VANTAGENS: Esse é o sonho de muitos empreendedores, poder contar com um local próprio de trabalho. Esse modelo oferece a possibilidade de personalização total do ambiente, além de privacidade e a união de todas as pessoas da equipe em um mesmo local. Outro ponto de destaque é o fato de não precisar dividir equipamentos com colaboradores de outras companhias.

DESVANTAGENS: Porém, os custos são elevados e podem comprometer o seu orçamento. Aluguel, condomínio, água, luz, internet, mobiliário, equipamentos, entre outros itens, tudo passa a ser de sua responsabilidade, o que aumenta os gastos e pode dificultar o investimento em outras áreas do negócio, retardando, assim, o seu crescimento.

– Escritório virtual: vantagens e desvantagens

VANTAGENS: Perfeito para você que pretende ter a sede da sua empresa em diferentes estados. Além de contar com atendimento telefônico personalizado, tem a garantia de recebimento das correspondências. Esse tipo de serviço, normalmente, é oferecido por coworkings e, caso necessário, você também pode reservar salas de reuniões para receber clientes.

DESVANTAGENS: Esse pode ser um modelo mais caro se você está acostumado a trabalhar de casa ou em espaços compartilhados. Além disso, antes de escolher, é importante pesquisar o mercado e visitar as opções de sua preferência. Avalie a infraestrutura do local, a localização e o contrato com atenção para que não ocorram surpresas no futuro.

6) Marketing

Por fim, mas não menos importante, invista em marketing e comunicação. Empresas especializadas em pequenos empreendedores podem ser contratadas para a elaboração de uma estratégia que faça o seu negócio ser percebido positivamente pelo mercado e pelos consumidores. Além de ser um diferencial e agregar valor à marca, essa é uma ferramenta bastante relevante na hora de fidelizar clientes e, também, prospectar novos.

E agora, está mais tranquilo e seguro para, de fato, tirar a sua empresa do campo das ideias? Faça tudo com calma e não desista em nenhuma das etapas, principalmente naquelas que envolvem muita burocracia. O caminho é longo, mas os resultados tendem a ser prósperos. Boa sorte!

Deixe uma Resposta

WhatsApp
X